O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word ou OpenOffice.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto completo do artigo, sem indicação de autoria, deve será digitado com o uso do editor de textos Microsoft Word for Windows, formato A4, com espaço 1,5, com margens superior e esquerda de 3,0 cm e margens direita e inferior de 2,5 cm. Fonte Times New Roman de 16 cpi para o título, 12  cpi para o texto e 10 cpi para citações destacadas do texto, resumo, notas rodapé e informações de tabelas e figuras.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  1. Os originais devem ser enviados por meio de submissão eletrônica pelo Open Journal System (OJS 3) no endereço: http://rbepdepen.gov.br na aba Submissões. Faça seu Cadastro aqui. A normatização é de responsabilidade dos autores.
  2. As contribuições em formato de artigo poderão ser apresentadas para o Dossiê Temático ou como Artigos submetidos em fluxo contínuo.
  3. Artigos que não estejam conformes às normas de publicação serão automaticamente arquivados.
  4. A RBEP publica artigos inéditos nos idiomas português (preferencialmente), espanhol, inglês e francês. Também poderão ser publicados documentos inéditos, resenhas críticas, relatos de experiência, descrição de boas práticas e entrevistas com personalidades que possam contribuir para reflexões sobre temas relevantes à execução penal.
  5. Os textos serão enviados e apreciados pelo Conselho Editorial quanto à sua adequação à linha editorial e pertinência quanto ao escopo editorial, e questões centrais da execução penal.
  6. Normas para submissão

- Resumo em português e outro em inglês, francês ou espanhol e com até 900 caracteres com espaço. No caso de artigo científico, o Resumo deve informar o objeto de pesquisa, justificativa,  objetivo, a metodologia adotada e os resultados encontrados.

- Palavras-chaves (três palavras-chaves e separadas por ponto).

- O artigo deve ter um segundo título em inglês, francês ou espanhol e padronizado com o resumo.

- Composição do texto: Introdução; Discussão; Conclusão e Referências (apenas trabalhos citados no texto). 

- O texto deverá ter até 50.000 mil caracteres com espaço, incluindo bibliografia e notas de rodapé.

- Os dados gerais do autor:  nome completo do(s) autores(s), titulação, vinculo institucional, endereço e devem acompanhar a submissão em arquivo separado.

- O texto completo do artigo, sem indicação de autoria, deve será digitado com o uso do editor de textos Microsoft Word for Windows, formato A4, com espaço 1,5, com margens superior e esquerda de 3,0 cm e margens direita e inferior de 2,5 cm. Fonte Times New Roman de 16 cpi para o título, 12  cpi para o texto e 10 cpi para citações destacadas do texto, resumo, notas rodapé e informações de tabelas e figuras.

- As citações no interior do texto deverão obedecer às seguintes normas:

  • As citações de até três linhas devem constar entre aspas, no corpo do texto, com tamanho e fonte utilizada. As referências bibliográficas devem ser indicadas entre parênteses: precedida do sobrenome do autor com letras maiúsculas, ano de publicação e páginas (WACQUANT, 2011, p. 11-14).
  • As citações diretas, com mais de três linhas, deverão ser recuadas em 4 cm da margem esquerda, fonte 10, espaço simples, e sem aspas.  
  • Como citar:  Um autor (FOUCAULT, 1998); dois autores (MOREIRA; ELMIR, 2010); três autores (JOSÉ; TORRES; FLANDOLI, 2017); quatro ou mais autores (SCHMITZ et al., 2009). Trabalhos com mesmo (s) autor (es) e mesma data devem ser distinguidos por letras minúsculas logo após a data.
  • Gráficos, quadros e mapas devem ser encaminhados no interior do texto, numerados e nomeados. Também deverão ser enviados em arquivos compactados em formato zip ou rar, de maneira que permita  edição e reprodução.

-  As referências bibliográficas deverão ser listadas ao final do texto, em ordem alfabética, fonte 12 pt, de acordo com a norma ABNT/NBR-6023 da Associação Brasileira de Normas Técnicas, conforme exemplos:

Artigos periódicos:

SILVA, Roberto da; MOREIRA, F. A. Objetivos educacionais e objetivos da reabilitação penal: o diálogo possível. Revista sociologia jurídica, 2009, vol. 1, p. 50-68. 

Artigos de publicações referentes a eventos:

SCOTT, Ana Silvia Volpi. Uma proposta para o tratamento de fontes nominativas para o estudo da família: o exemplo dos registros paroquiais. In: XXIV Simpósio Nacional de História. História e Multidisciplinaridade, 2007. São Leopoldo/RS. Anais. São Leopoldo/RS: ANPUH/ UNISINOS, 2007.

Livros:

 GOFFMAN, Erving. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Perspectiva, 1974.

Livros organizados:

CAVALCANTE, Pedro; CARBONERA, Jos´é (Org.). Entre celas. São Paulo: Século XX, 2011.

Livros em coautoria:

MOREIRA, Paulo Roberto Staudt; ELMIR, Cláudio Pereira. Odiosos Homicídios: O Processo 5616 e os crimes da Rua do Arvoredo. São Leopoldo: Oikos Editora / Editora UNISINOS, 2010.

Capítulos de livro:

MOREIRA, Paulo Roberto Staudt. Recordações da Casa dos Mortos: Projetos Carcerários e Sociabilidades Prisionais (a Casa de Correção de Porto Alegre no século XIX). In: GAYOL, Sandra; PESAVENTO, Sandra. (Org.). Sociabilidades, justiças e violências: práticas e representações culturais no Cone Sul (séculos XIX e XX). Porto Alegre: Editora da UFRGS / Universidade Nacional de General Sarmiento, 2008, p. 57-88.

Teses:

 TORRES, Eli Narciso da Silva. A gênese da remição de pena pelo estudo: o dispositivo jurídico-político e a garantia do direito à educação aos privados de liberdade no Brasil. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, 2017.

Dissertações:

 ALMEIDA, Luciana Maria de. Nas trilhas do fazer e do saber a possibilidade de ser: os caminhos do trabalho e da educação na prisão. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Goiás (UFG). Goiânia, GO, 2009.

Citações de sites:

Disponível em: http:// endereço, acesso em: dd/mm/aaaa.

Relatos de experiências e boas práticas.

- Breve síntese, no formato de resumo, com até 900 caracteres com espaço. O resumo deve apresentar uma visão panorâmica da experiência ou prática executada no sistema penitenciário, considerando o objeto, objetivo, a metodologia adotada e os resultados encontrados.

- Composição do texto: O texto deverá ter entre 15 e 22 páginas, com introdução; justificativa (descrição dos fatos, etapas, atores, instituições envolvidas e os resultados alcançados); conclusão e referências.